Corrida de Quarta - Ano 1 Edição 2

Após longos meses sem ver os nossos pilotos favoritos e odiados sem competir, temos novamente carros na pista, competividade, decepções e surpresas. Se você for Tifosi, já deve ter ficado feliz com a pole do Leclerc de 1m 30s 588.

Porém antes de falarmos da corrida vamos falar sobre o relatório da FIA, que basicamente foi aquele "foi mal tava doidão e não vou fazer mais". O relatório foi solto entre o P3 e a Quali, em um esforço de deixa isso para lá e vamos esquecer essa parada aí.

Como não somos de deixar para lá e esquecer demos destaques para algums pontos, afinal houveram erros e se os procedimentos fossem seguidos corretamente poderiam levar em outro resultado detalharmos em artigo para manter newsletter menor.

Qualificação

Mas é aquela conversa de que dessa vez vai ser diferente, mas continua tudo igual e já começamos por não excluirem o tempo do Perez na curva 14 do Q1 após ultrapassar os limites de pista. Esse ano está mais claro, quatro rodas fora da linha branca é passar os limites de pista e também com punições por forçar o outro carro para fora dela.

A Mercedes que ditou como seria nos ultimos 8 anos, já mostrou que não será tão simples esse ano, já para a Red Bull, foi simples fazer o tempo e sem quicadas na pista. Escrevemos mais comentários sobre a qualificação, ainda mais porque temos Hamilton e Bottas seguido um do outro igual nos tempos em que ambos foram companheiros de equipe.

Corrida

Charles Leclerc foi o pole e campeão da etapa da Bahrain e em uma dobradinha da Ferrari. Após uma disputa limpa e linda com o Verstappen em com momentos me que contou até o Sainz na briga, Leclerc leveu a melhor porque o Verstappen ficou sem o carro funcionando e teve que retirar.

Parece que Verstappen está mais comportado e não forçou ninguém para fora da pista dessa vez. Talvez o negócio fosse só com o Hamilton e afinal era uma disputa com um cara que passou o Schumacher em quase todos os números e tinha um máquina sem igual anteriormente.

Bottas foi o Bottas na largada e perdeu muitas posições, mas logo recuperou, mais tarde disse que o problema foi mecanico e que inclusive afetou o Zhou Guanyu. Escrevemos um post com mais detalhes no dia da corrida, mas voltaremos nesse assunto ainda nessa edição.

Ainda sobre a Red Bull nas ultimas voltas simplesmente os carros da Red Bull apagaram, além do Verstappen como comentamos também o carro do Perez, apagou e rodou deixando as Mercedes em 3º e 4º lugar e a equipe ficou sem pontos logo no começou do campeonato. Poucas horas depois da corrida a Ju Cerasoli, mandou esse tweet sobre o problema da Red Bull.

Mais tarde o problema real foi divulgado como um falha na peça injetora de combustivel.

É uma regra trocarem o tradicional champanhe da F1 nas corridas do oriente médio por refrigerante, já que bebidas alcóolicas só podem ser consumidas em lugares específicos. Daí vemos o Hamilton avisando o Leclerc que o  champanhe é 7up (tipo um guaraná).

É guaraná. É!! É guaraná

O que tem rolado

Nas últimas 2 semanas a F1 tem sido o programa mais popular da Netlfix nos Estados Unidos, algo interessante de se observar é que o programa tem sido responsável direto pelo crescimento do esporte por lá e com um detalhe adicional a Netflix paga para fazer propaganda da F1.

Aqui tem uma thread bem interessante sobre isso e ainda com um monte de referências para quem se interessar pelo lado comercial do esporte. (em inglês)

Ainda sobre a Netflix (patrociona nóis) e Drive to Surive, nós que acompanhamos F1 já por algum tempo, sabemos que a série apesar de bem legal, também dramatiza de forma excessiva algumas rivalidades e concordamos com Norris e Verstappen nisso. Stefano Dominicali sabe disso, conversou com as equipes e pilotos para que, apesar disso, apoiem o projeto que tem sido efetivo em renovar o público da F1.

Mas Domincali também deixa claro que sem o dialogo de como o piloto quer ser representado na série, não será algo construtivo para ninguém e você poder ver mais detalhes sobre isso no Grande Prêmio.

A música Super Max foi viralizada pelo Lando Norris e a dupla que criou o som, retribuiu com um agradecimento parecido. Let's go Lando!

Segundo o Motorsport, Hamilton não esperava uma desculpa da FIA no relatório, mas viu como uma mudança positiva para o esporte as mudanças que aconteceram e por terem sido mais transparentes. Além dos comentários de Toto Wolff  que vê como capitulo encerrado após o erro humano ser reconhecido no ocorrido e que precisam agora focar em melhorar o carro.

Ainda segundo o Alonso, apesar dos carros com o novo regulamento estarem mais fáceis de serem seguidos, ainda continuam complicados de serem ultrapassados por conta dos pneus e que vai precisar de mais corridas para sabar de fato se a mudança é real.

Alex Albon, também não ficou muito feliz com a nova regra do safety car e fala até da necessidade de uma revisão, a nova regra basicamente força os pilotos a dirigirem o mais rápido possível para alcançar a fila. A regra mudou após Abu Dabhi e também para reduzir o tempo de Safety Car na pista.

Aqui vamos para um rumor triste, a F1 para dar espaço para o GP de Las Vegas em 2023 talvez tire do calendário a etapa em Spa-Francorchamps.

O próximo GP

Apesar das dúvidas se esse GP acontecerá, ou não, tudo indica que teremos a etapa da Arábia Saudita, mas porque o GP ficou em risco? No domingo o Yemen lançou mísseis contra a cidade de Jeddah e foram interceptados, porém um deles acertou uma refinaria da Aramco que é um dos patrocinadores principais da F1 e também tinham barcos com explosivos na região, ainda segundo a Band, a situação está sendo monitorada pelos diretores da F1 e a segurança de todos e do GP está garantida.

No caso do próximo GP ser realidade, a Mercedes busca uma solução para seu carro que pode envolver mudanças na asa traseira, incluindo até serrar a asa.

E talvez Gasly, já seja o 1º a enfrentar punições por motor já no próximo GP, por conta do fogo no Bahrain, mesmo confiante nos testes e sem problemas ficou sem entender o que aconteceu e espera que a troca não seja necessária.

O Jeddah Corniche Circuit, vai manter suas zonas de DRS e somente a curva 27 que foi um pouco mais alargada. (A curva 27 foi onde o Verstappen bateu na qualificação o ano passado, estragando o que seria uma volta no limite extremo da pista). Será que veremos ela ser completada em tempo até menor?

Outro ponto será para a Alfa Romeo que espera conseguir ajustar o carro e que na largada não venha a ter problemas novamente como aconteceu no Bahrain. Porém como foi um problema de embreagem ainda existe a preocupação do mesmo acontecer em Jeddah.

Ainda não fizeram nenhum comentário oficial sobre o retorno do Sebastian Vettel que ficou de fora por conta da COVID-19, porém no twitter já postaram fotos da pista sendo preparada e placas com sua foto por lá.

Um ponto bem interessante levantado pela Deborah do Boletim do Paddock é sobre a Pirelli manter o mesmo esquemas de compostos da corrida anterior para os pneus. Isso é interessante porque temos aros diferentes agora e pode ter desdobramentos bem diferentes agora.

AGENDA

🇸🇦 GP da Arábia Saudita - 2022
Sex. (15-Mar) - Treinos Livres | Sab. (26-Mar) - Qualificação | Dom. (27-Mar) - Corrida
Horários da F2 na Arábia Saudita - 2022
Sex. (25-Mar) - Qualificação | Sab. (26-Mar) - Corrida Sprint | Dom. (27-Mar) - Corrida